Ambientalistas de Montenegro lançam campanha por Unidades de Conservação

Foto/Fatonovo

(Fatonovo) Morro São João

Uma campanha pela criação de unidades de conservação na região do Município de Montenegro, no Rio Grande do Sul está sendo lançada por entidades comunitárias locais de proteção ao meio ambiente. 

Um saite foi criado especialmente para informar a comunidade: http://vivaomorro.wordpress.com.

O objetivo é proteger a a cadeia de morros e banhados da cidade, às margens do rio Caí.

As entidades ambientalistas integrantes do COMDEMA que tomaram a iniciativa são:

  • Instituto Ambiental Gigante de Pedras – IAGP (Contato: Tenille Dorneles: 51 99526102)
  • Associação Acaang (Contato: Eduardo Alves – 51 97364677)

Os morros estão situados numa falha geológica de 15km de extensão, isolados da serra e por isso classificados como morros testemunhos, singulares por natureza, sendo que um dos conjuntos forma o lendário Gigante de Pedra (visto do alto parece um gigante deitado). Um dos morros deu origem ao nome da cidade: Montenegro.

Existem ricos sítios arqueológicos nos morros e até inscrições rupestres e outros objetos que testemunham a passagem de muitas tribos, tudo isso ainda muito pouco estudado e muito menos ainda valorizado como patrimônio histórico e cultural da região. A campanha considera haver perigo próxima nas atividades imobiliárias (que está invadindo tudo), lavouras de arroz e mineração de areia.

A vontade de proteger o ambiente natural da região não é recente, inclusive já houve, sem sucesso,  tentativa de criação de UCs no passado. Porém, o contexto atual é favorável, consideram os ativistas, visto que se criou um fato político em decorrência dos deslizamentos por mau uso do morro São João, que mobilizou a comunidade e o poder público.

Hoje há estudo técnico que conclui  pela fragilidade do morro e a necessária revisão do uso que é feito na sua área.

O Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente de Montenegro (CONDEMA)  fez reunião nesta quarta-feira (21/12) e  há consenso e vontade para a criação da UC, inclusive da Secretaria de Meio Ambiente.

Há urgência maior em relação ao morro São João, localizado no centro da cidade. A intenção é englobar pelo menos o conjunto que forma o gigante, inicialmente. A campanha será estendida, posteriormente, até os banhados e outros morros e outras áreas ricas e cruciais para a vida da bacia hidrográfica.

Os jornais e TV da região já estão noticiando.

Anúncios

um comentário

  • No dia 16 de janeiro, na reunião do CONDEMA, haverá a apresentação da proposta de criação de uma UC no Morro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s