GESP aciona o Ministério Público contra a extinção da FZB

gespGrupo se une a ambientalistas do Estado e enfatiza a contrariedade com a extinção da Fundação

O Grupo Ecológico Sentinela dos Pampas protocolou, nesta segunda-feira, 10, junto ao Ministério Público um documento manifestando a contrariedade do Grupo diante do projeto de lei, proposto pelo Governo Sartori como medida para amenizar a crise econômica e política do Rio Grande do Sul e que prevê a extinção da Fundação Zoobotânica, responsável pelo Jardim Botânico e zoológico de Sapucaia do Sul. No documento, o Gesp ressalta a importância do órgão que, hoje, desenvolve pesquisas que auxiliam a conservação da biodiversidade estadual e colabora de forma efetiva na gestão ambiental do Estado. Ainda, o Gesp busca, com o documento, motivar e estimular a ação do Ministério Público para reverter a situação e buscar a não aprovação do projeto.

Deixe uma resposta