Em comemoração aos 18 anos, Coletivo Catarse lança documentário sobre o Arroio Dilúvio

  • O documentário foi possível de ser realizado a partir do apoio do SindBancários, parceiro na construção deste projeto. A estreia está marcada para o dia 27 de setembro de 2022, terça-feira, data de comemoração do aniversário de 18 anos do Coletivo Catarse.

O Coletivo Catarse comemora seus 18 anos lançando o documentário “Dilúvio – riacho que a cidade esqueceu”. O filme pretende discutir a relação histórica da cidade de Porto Alegre com aquele que é o maior afluente da margem leste do Guaíba, o Arroio Dilúvio. Batizado pelos Guaranis, que já se relacionavam com o riacho há milênios, como Rio Jacarey, o Dilúvio foi alvo de uma das maiores obras já realizadas na capital riograndense. Canalizado, vem sendo inundado pelos dejetos de significativa parte da população porto-alegrense e resiste, ainda assim, com a vida que se adapta e teima em sobreviver nas suas águas. O filme traz a fala de pesquisadoras e pesquisadores de ramos diferentes das ciências, refletindo sobre a importância desse curso d’água nas nossas vidas, no passado, no presente e no futuro.

Além dessa estreia, também será apresentado o curta-metragem de ficção – mas nem tanto – “Tainhas no Dilúvio”, uma paródia da vida real que trata da questão da água em uma lógica desenvolvimentista no espaço urbano e que tem como um dos seus personagens o próprio Arroio Dilúvio. O Coletivo Catarse lançou este projeto em 2018, com apoio do Fundo Socioambiental CASA e em co-realização com o Grupo Cinehibisco.

Fechando a noite, teremos uma roda de conversa sobre a relação da cidade de Porto Alegre com suas águas, com a participação de Anahi Froes, Daniele Vieira, Renato Barcelos e Luciano Fetzner, que abordarão essa relação a partir de diferentes olhares.

Os filmes têm exibição marcada para às 19h, e a roda de conversa inicia logo após a estreia do documentário.

  • Anahi Froes – comunicadora ambiental por vocação, jornalista diplomada, com especialização em Comunicação Jornalística – Estudos e Estratégias, fala sobre comunicação e meio ambiente e também faz a mediação.
  • Daniele Vieira – Professora, doutoranda e Mestra em Geografia, nos traz um panorama sobre os territórios negros no trecho final do Arroio Dilúvio.
  • Renato Barcelos – advogado, Mestre em Direito Público e especialista em Direito Ambiental, traz a fala “Mesmo que o mundo acabasse amanhã, ainda assim protegeríamos o Arroio Dilúvio”.
  • Luciano Fetzner – bancário e atual Presidente do SindBancários, nos fala sobre a importância da atuação do sindicato junto à comunidade, apoiando lutas, cultura e artes.

O quê: estreia do documentário “Dilúvio – riacho que a cidade esqueceu” + Tainhas no Dilúvio + roda de conversa.

Quando: dia 27 de setembro, às 19h.

Quanto: entrada gratuita.

Onde: CineBancários (Rua Gen. Câmara, 424 – Centro Histórico – Porto Alegre)

Realização
Coletivo Catarse

Apoio
SindBancários

Print Friendly, PDF & Email

Next Post

AGAPAN realiza live sobre em quem votar e em quem não votar

sáb set 24 , 2022
Algumas pessoas têm solicitado à AGAPAN – Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural sugestões de em quem votar em 2 de outubro de 2022 que apoiam a pauta ambiental. “Como o tema é delicado e complexo, ao invés de apontar nomes diretamente a cada um, optamos por conversar através […]