Arquivos Mensais: março 2012

Ambientalistas perdem um grande companheiro: Aziz Ab’Saber

“O geógrafo Aziz Ab’Saber morreu às 10h20 de sexta-feira (16), segundo informou a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), entidade da qual foi presidente e era conselheiro. Aos 87 anos, Ab’Saber desenvolvia até o dia anterior trabalhos no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (USP). O acadêmico morreu na casa dele, em Cotia (SP). O local e o horário do sepultamento ainda não foram definidos pela família, que aguarda a liberação do corpo pelo Instituto Médico-Legal.

Atento aos temas em discussão no país, defendia causas ambientalistas e era um dos críticos do texto do novo Código Florestal, em discussão no Congresso.”

Leia esse artigo completo no Sul21.

“São Paulo – Na última quinta-feira (15), o professor de geografia da Universidade de São Paulo (USP) Aziz Ab’Saber deixou sua residência na cidade de Cotia, região metropolitana de São Paulo, rumo ao escritório da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), na região oeste da capital paulista.

Em sua bolsa, trazia um DVD que reunia toda sua obra consolidada, de 1946 a 2010, que deixou na secretaria da entidade. Seu objetivo era evitar a perda de documentos e imagens que reuniu ao longo da vida, uma preocupação que já o incomodava há alguns anos.

Com o disco, havia uma dedicatória: “Tenho o grande prazer de enviar para os amigos e colegas da universidade o presente DVD que contém um conjunto de trabalhos geográficos e de planejamento elaborados entre 1946-2010. Tratando-se de estudos predominantemente geográficos, eu gostaria que tal DVD seja levado ao conhecimento dos especialistas em geografia física e humana da universidade”.

Um dia depois de deixar o disco na SBPC, Ab’Saber faleceu em sua casa, aos 87 anos, vítima de um provável ataque cardíaco. A história, contada pela jornalista Viviane Monteiro, do Jornal da Ciência, órgão da SBPC, é um alento para aqueles que temem que, junto ao desaparecimento de grandes personagens da cena brasileira, desapareça também seu espólio intelectual.”

Leia essa matéria completa em Carta Maior.

Aziz, a luta continua!

O impacto das Hidrelétricas: carta ao Governador Tarso Genro

Entidades ambientalistas filiadas à APEDeMA/RS,  e outra entidades ambientalistas estaduais  entregaram ao Governador do Estado do RS, Tarso Genro, no dia 14 de março, dia Nacional de Mobilização Contra as Barragens, Carta aberta sobre o impacto das hidrelétricas espacialmente em relação ao Rio Uruguai. O conteúdo foi divulgado nos saites do INGA, da AGAPAN – Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural e outros.

A carta iniciando com os versos  da canção de Barbosa Lessa Balseiros do Rio Uruguai, imortalizada na voz e violão de Noel Guarany.

Ler mais

Código Florestal: gaúchos defendem plebiscito

Althen Teixeira Filho relacionou o financiamento das campanhas às alterações propostas do Código

Decisão foi encaminhada durante encontro ocorrido nessa quinta-feira (15) no Plenarinho da Assembleia Legislativa, em Porto Alegre, que reuniu dezenas de representantes de sindicatos, ONG’s e associações no Seminário do Comitê Gaúcho em Defesa das Florestas e da Biodiversidade. Os palestrantes foram os professores de universidades federais Paulo Brack (UFRGS), e do INGA, associada da APEDEMA/RS, que abordou os danos socioambientais da proposta de alteração do Código Florestal Brasileiro (CFB), e Althen Teixeira Filho (UFPEL)), que relacionou o financiamento de campanhas políticas com as alterações do CFB.

O advogado e mestrando em Direito Ambiental Cristiano Pacheco abordou, dentre outros temas, as estratégias de desvio da discussão da proposta de alteração ao CFB que, segundo ele, serviram para manipular a opinião pública. Dentre os encaminhamentos do Seminário está o acordo de mobilização em prol da realização de um plebiscito visando a inclusão de todos os setores sociais, de modo a permitir o acesso do cidadão à mesa de discussões referentes à proposta de alteração do Código Florestal Brasileiro.

Acesse a matéria original e foto da Jornalista Eliege Fante, especial para a EcoAgência Solidária de Notícias Ambientais.

Feriado de Páscoa no Rincão Gaia

A bióloga Maria de Fátima (D) coordena as atividades que incluem trilhas, origami da flora, integração com a natureza (divugalção/FG)

Curta de 06 a 08 de abril de 2012 um feriadão inesquecível junto à natureza.  A Fundação Gaia – Legado Lutzenberger, associada da APEDeMA/RS,  oferece a oportunidade de uma Páscoa original, junto à natureza. Nessa data festiva, o coelho e  diversos companheiros seus ganham vida através daTécnica de Origami, as dobraduras japonesas, que integram a programação lúdico-educativa no Rincão Gaia, sede rural da Fundação, localizado junto a Pantano Grande, a 120 km de Porto Alegre.

No Sítio Ecológico idealizado por José Lutzenberger, além da sempre farta e saborosa culinária, tradicionais atividades pascais recheiam o feriado. Entre elas, a divertida caça aos ovos e a colheita de macela, feita com o cuidado ambiental que preserva a reprodução natural dessa espécie. Há ainda as típicas atrações do Rincão, como o banho nas águas cristalinas do Lago das Estrelas e as trilhas guiadas, desvendando as matizes outonais do Rincão.

As inscrições para o feriado efetivam-se mediante o depósito da primeira parcela do valor total e devem ser confirmadas até o dia 30 de março, sexta-feira, pelos e-mails sede@fgaia.org.br e reservas@fgaia.org.br ou pelos telefones 9725 3685 e 9725 3686. O pagamento pode ser parcelado em três vezes e inclui as atividades propostas, todas as refeições e o pernoite.

Ler mais