Arquivo de tag Atuação Comunitária

porRedação

Os Verdes de Tapes e o fechamento da Fábrica ROSVARE pelo Ministério Público e FEPAM por poluição ambiental

Segundo mensagem divulgada pela ONG afiliada à APEDEMA, Os Verdes de TAPES, os ambientalistas “vão continuar insistindo em ações destinadas a coibir estas poluições, agindo para barrar estes empreendimentos na Justiça e Ministério Público, por falta de compromisso e zelo daqueles que deveriam cuidar do meio ambiente, para funcionarem seus negócios, pois a natureza é patrimônio da população e da cidade e não daqueles que se sentem ‘intocáveis’.”

Clique aqui e acesse o site de Os Verdes de Tapes para saber mais sobre Sanga das Charqueadas: Fábrica ROSVARE fechada pelo Ministério Público e FEPAM por poluição ambiental 

porRedação

Eugênio Neves, OS VERDES, AGAPAN, CEA, SOS MATA ATLÂNTICA e o petróleo no mar

Eugênio Neves e o petróleo no mar: a arte e a vida (a)tingidas pelo Capital

Eugênio Neves, cartunista e chargista do RS, membro da GRAFAR/RS, Associação que está em parceria com a APEDEMA na Exposição Virtual: Arte e Ecologia, ainda em exibição no nosso site, nos cede mais uma obra inédita para a militância ambientalista:  Navio Desastre. A vida e a arte se tingem de petróleo, comprometendo o mar, a fauna, a flora, o Planeta. Esse tipo de evento tem se tornado freqüente em todo o mundo, fruto de uma busca desenfreada pelo desenvolvimento suicida que se estabelece hoje entre nós.

Em entrevista ao Blog Coletiva.Net declarou que ainda há possibilidade de transformar a Terra em um paraíso. Diz o cartunista: “Para que isso ocorra, portanto, será preciso mudar paradigmas e diminuir o nosso ritmo de vida. Estamos entrando em um novo mundo, uma nova era e, mesmo quando se busca alternativas, se busca a alternativa errada.”

OS VERDES, AGAPAN, CEA, SOS MATA ATLÂNTICA e o petróleo no mar: a luta

Recentemente, em 28 de janeiro, a vítíma foi Tramandaí/RS. Os Verdes de Tapes e AGAPAN de Porto Alegre, CEA de Pelotas e Rio Grande, ONGs afiliadas à APEDEMA se solidarizaram À mobilização de protesto efetuada pela Coordenação da Fundação SOS Mata Atlântica, na pessoa de Mario Mantovani, contra a poluição contra o vazamento de óleo na praia de Tramandaí.

“Essa tragédia é mais um exemplo dos riscos de continuarmos dependendo de maneira tão forte do petróleo, enquanto existem várias alternativas energéticas para Brasil e para o Rio Grande do Sul”, disse o presidente da Rede Costeiro-Marinha e Hídrica do Brasil, José Truda Palazzo Jr., citado pela AGAPAN em seu site.

Ilustração de Eugênio Neves cedida a APEDEMA como colaboração ao movimento ambientalista

porRedação

INGÁ abre debate judicial sobre Condomínio em Xangri-lá (RS)


O INGÁ, Instituto Gaúcho de Estudos Ambientais, ONG afiliada à APEDEMA, moveu ação pública contra o licenciamento concedido pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) e pela Prefeitura de Xangri-lá para a construção de um condomínio residencial. De acordo com os autores da ação, a obra estaria localizada sobre áreas de preservação permanente de dunas, lagoa e curso d’água, sendo habitat de fauna silvestre e de diversas espécies de aves migratórias.  Esse movimento fez com que a Justiça Federal do RS (JFRS) tenha autorizado o Ibama a solicitar a averbação no Registro de Imóveis da existência da ação judicial contra empreendimento imobiliário nas margens da Estrada do Mar, no balneário de Xangri-lá.

De acordo com a decisão, entretanto, a administração do município não pode abster-se de receber e analisar os pedidos do empreendedor sobre atos necessários para a conclusão e a habitação do empreendimento. Essa discussão vem desde 2009, quando a Vara Ambiental havia concedido antecipação de tutela suspendendo a execução da obra, mas a liminar foi revogada por meio de um agravo de instrumento julgado no Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

A obra não está embargada, mas o mérito da ação civil pública ainda será analisado pela Justiça Federal gaúcha.

 Clique aqui e saiba mais.

Fotos de Xangri-lá em: http://tatianacapovilla.blogspot.com/2010/05/sabado-de-praia.html

Foto de Tatiana Capovilla -

porRedação

CEA: Antônio Soler e Eugênia Dias na Feira do Livro da FURG

Antônio Soler e Eugênia Dias, do CEA, ONG afiliada da APEDEMA/RS, publicam o artigo intitulado “Direito Ambiental, Educação Ambiental e o Pensamento Verde para a Superação da Crise Ecológica: Práticas e Visões de Natureza”, no livro fruto do III EDEA – Encontro e Diálogos com a Educação Ambiental, evento promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Ambiental da FURG .

O livro possui 13 artigos organizados pelos discentes e a coordenação do Programa e será lançado hoje, às 21h30min, na Feira do Livro da FURG – Praia do Cassino/RG. Segundo seus organizadores “é uma contribuição para as discussões da educação ambiental e fruto das conferências proferidas ao longo do evento”.

Clique aqui e saiba mais sobre esse evento.

Acompanhe e colabore com o Blog do CEA http://centrodeestudosambientais.wordpress.com.

Este slideshow necessita de JavaScript.

porRedação

ECONSCIÊNCIA produz vídeo sobre o Cinturão Verde de Porto Alegre

O Instituto Econsciência (ONG afiliada À APEDEMA), com o apoio das afiliadas À APEDEMA: NAT/Brasil, Instituto Biofilia, ONG Solidariedade, INGÁ, dentre outros apoios,  produziu um vídeo-denúncia-convite,  explicativo e provocativo, sobre o CINTURÃO VERDE DE POA!

Excelente material para se trabalhar em termos de Educação Ambiental e como registro de um patrimônio histórico e natural em risco de extinção.

Vale a pena Conferir e Divulgar!

porRedação

IGRE e ECONSCIÊNCIA participam da organização da V Conferência do Meio Ambiente/POA

Em reunião com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam) , as ONGs afiliadas à APEDEMA/RS: Instituto Econsciência de Porto Alegre, representada por Felipe Viana e a Associação Sócio-Ambientalista – Igrê, representada pela profa. Georgina Bond Buckup, membros do  Conselho Municipal do Meio Ambiente (Comam) participaram da reunião que definiu nesta terça-feira, dia 17/1/2012, que o tema da V Conferência do Meio Ambiente será Ética do Cuidado Ambiental em Porto Alegre: O Futuro da Paisagem e que o evento ocorrerá de 27 a 29 de abril, em local a ser definido.

 Participaram da reunião o secretário adjunto André Carús, a coordenadora do Setor de Eventos, Monica Baldaulf, o biólogo João Roberto Meira;  a bióloga Fernanda Zimmermann, do Comam,  o advogado Jupter Palagio, da OAB, além das ONGs afiliadas à APEDEMA/RS.

O COMAM é formado por quase 30 instituições governamentais e não governamentais e funciona há 15 anos como órgão da política ambiental da capital gaúcha.

Clique aqui para saber mais.

Postagem original da foto: CEA.

porRedação

Mira-Serra participa do II Encontro Brasileiro de Secretários de Meio Ambiente NO FST

Lisiane Becker, da ONG MIRA- SERRA, afiliada da APEDEMA/RS, esteve entre os dias 26 e 27 de janeiro, no II Encontro  Brasileiro de Secretários de Meio Ambiente –  “Articulação política pela Sustentabilidade” – que contou também, com a participação de algumas ONGs, como o GESP de Passo Fundo, também afiliada da APEDEMA/RS, representado por Lucinda Gonçalves, funcionários públicos, acadêmicos, profissionais, membros do CONAMA, entre outros.

 Clique aqui para ver o relato de Mira-Serra.

Mira-Serra registra o evento no FST


porRedação

Pioneirismo gaúcho marca movimento ambientalista brasileiro

Carta MaiorEm artigo especial para a Carta Maior, a jornalista Naira Hofmeister relata como foram os anos de pioneirismo gaúcho no movimento ambientalista brasileiro.  Relatou a jornalista que ainda na primeira metade do século XX, com Henrique Luis Roessler, e mais recentemente com José Lutzenberger e a Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan), criada em abril de 1971, os ecologistas do Rio Grande do Sul deram grande contribuição à ciência que será um dos temas centrais do Fórum Social Temático de 2012, que será realizado em Porto Alegre, Canoas, São Leopoldo e Novo Hamburgo, de 24 a 29 de janeiro. Esses pioneiros lançaram as bases do ativismo ambiental no país.

Segundo o próprio saite, a Carta Maior é uma publicação eletrônica multimídia que nasceu por ocasião da primeira edição do Fórum Social Mundial, em janeiro de 2001, em Porto Alegre.  (…) Em janeiro de 2012, a Carta Maior completa onze anos de vida. Neste período, conquistou o respeito não apenas do público leitor, dos movimentos sociais, da comunidade acadêmica, de importantes setores da política e de governos nacionais e dos profissionais da área (inclusive da grande imprensa), mas se tornou uma referência obrigatória de cobertura e análise jornalística crítica de fatos e movimentos ignorados ou distorcidos pela chamada grande mídia. 

Mais de 70 mil pessoas acompanham diariamente o material publicado no Carta Maior.  Veja a íntegra do trabalho

porRedação

Cíntia Barenho fala sobre a descaracterização de Porto Alegre

Destruição na praça Otávio Rocha, em Porto Alegre. A militante Cintia Barenho, do Centro de Estudos Ambientais, de Rio Grande/Pelotas, entidade associada da APEDeMA/RS,  atualmente morando e trabalhando em Porto Alegre, publicou artigo no saite da entidade discorrendo sobre a arborização da capital

O artigo é intitulado Porto Alegre já foi demais...

Cintia inicia o artigo assim: Muito se utiliza a nossa capital, Porto Alegre, como exemplo de arborização urbana, de como é possível e passível de convivência árvores e calçadas e/ou vias urbanas. Mas aos poucos a atual política partidária, de interesses poucos ecológicos, mostra suas “garras”. Algumas das principais praças da cidade estão passando por uma revitalização bem duvidosa, onde remete-se as décadas do século passado para achar a tal “inspiração”. Inspiração essa que nada mais é que acabar com as praticamente centenárias árvores que ali foram plantadas, não pensando naquela época, mas pensando na nossa, para que nós, cidadãos e cidadãs urbanóides pudessemos desfrutar de sombras num tempo onde as mudanças climáticas são pauta do dia-a-dia. 

Veja aqui o artigo completo 

porRedação

Instituto Orbis e a Barragem do Arroio Marrecas em Caxias do Sul

A barragem para captação de água no Arroio Marrecas nem está pronta e já se apresenta como mais um grande erro no mal fadado histórico de construção de barragens de Caxias do Sul. Todas as barragens de Caxias do Sul apresentam problemas no armazenamento de água, com “ladrões” de localização desconhecidos e consequente perda de água bruta. Isso e muito mais é o que diz o texto do biólogo Otávio Valente Ruivo, do Instituto Orbis, de Caxias do Sul, entidade filiada à APEDeMA/RS. Saiba mais no texto do Biólogo Otávio Valente Ruivo: http://institutoorbis-db.blogspot.com/2012/01/100-mil-motivos-para-que-barragem-nao.html

porRedação

Fundação Gaia: Curso para criar artisticamente com eucalipto

Nos dias 14 e 15 de janeiro, a Fundação Gaia – Legado Lutzenberger, associada da APEDeMA/RS,  promove a oficina “Criações com eucalipto”, coordenada pelo artista plástico Mauro Fuke. A edição especial de férias do evento acontece no Rincão Gaia, localizado junto a Pantano Grande, a 120 km de Porto Alegre.

“Um dos objetivos é perceber a possibilidade da criação de objetos utilitários e artísticos a partir de material encontrado nas trilhas do Rincão Gaia.”, explica Fuke. Além de aprender a fazer a peça de madeira, o participante leva a sua “obra-de-arte” para sua casa.

O Curso inicia apresentando as propostas dos objetos que podem ser criados com os galhos de eucalipto coletados pelos caminhos do Rincão. Entre as possibilidades estão peças decorativas e utilitárias como fruteiras, molduras, cabides, porta-chaves e luminárias.

Mais detalhes em: http://www.fgaia.org.br/cursos/14_15_janeiro_2012.html

porRedação

CuRSo dE BIOconStrUçãO nO CARnavAL 2012

Instituto EconscienciaA iniciativa CaSatieRRa e o Instituto Econsciência, associado da APEDeMA/RS,  lançam a segunda edição do CuRSo dE BIOconStrUçãO, de 17 à 21 de fevereiro no Espaço de Conservação Econsciência no Morro São Pedro, zona sul de Porto Alegre.  Faça sua inscrição pelo e.mail institutoeconsciencia@gmail.com ou curso@econsciencia.org.br  ou pelo fone 51 91950910

Veja a programação e os investimentos envolvidos a seguir.  Ler mais
porRedação

Movimento ecológico deve ser visionário, entende Milanez

O Jornal do Comércio, de Porto Alegre, publicou na última segunda-feira (2/1/2012), uma longa entrevista concedida por Francisco Milanez, atual presidente da AGAPAN, entidade filiada e fundadora da APEDeMA/RS, aos jornalistas Guilherme Kolling e João Egydio Gamboa.
MARCO QUINTANA/JC
“O ambientalista tem que dizer as coisas que não são ditas na nossa sociedade”
“O ambientalista tem que dizer as coisas que não são ditas na nossa sociedade”

Militante da Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan) há 40 anos, o biólogo e arquiteto Francisco Milanez reassumiu o comando da ONG no final de 2011 – ele já havia sido presidente da Agapan nos anos 1990. O ativista reconhece que a causa ambiental e o termo ecologia estão mais incorporados à sociedade e aos governos após 40 anos, o que altera o papel do movimento ecológico.  Veja a íntegra 

porRedação

Movimento Roesser: Lixo vira arte

Lixo vira ArtePor Vera Adams

Inspirados num amigo que costuma passear juntando o lixo pela estrada onde mora, uma turma (boa parte simpatizante do Roessler) decidiu dar uma caminhada pela Estrada do Mato Comprido, em Morro Reuter/RS e catar o lixo jogado dos automóveis. Foi no dia 06 de novembro, um belo domingo de sol.

O projeto incluía utilizar o que tinha sido encontrado para criar algo expressivo e expor à beira da estrada, como forma de conscientizar a população sobre os cuidados individuais com as vias públicas.

Veja mais no saite do Movimento Roessler

porRedação

ABEPAN afirma: vai faltar água em Bento Gonçalves


Diálogo entre poder público e comunidade deve ser realizada através de audiência pública

Há mais de 15 anos, a Associação Bento-Gonçalvense de Proteção ao Ambiente Natural – ABEPAN, integrante da APEDeMA/RS, deu início a movimentos diversos em favor da preservação da água, envolvendo entidades, autoridades, lideranças e promotorias, e demais segmentos representativos de Bento Gonçalves. As ações tiveram o propósito de despertar, com veemência, a necessidade de racionamento, prudência e cautela na utilização da água. Com vistas da não sensibilização de parte da comunidade, a entidade recenemente enviou ofício ao Governador do Estado aonde relata as reivindicações e as ameaças que pairam sobre as bacias de captação.

Veja mais detalhes no saite da ABEPAN

porRedação

Ambientalistas de Montenegro lançam campanha por Unidades de Conservação

Foto/Fatonovo

(Fatonovo) Morro São João

Uma campanha pela criação de unidades de conservação na região do Município de Montenegro, no Rio Grande do Sul está sendo lançada por entidades comunitárias locais de proteção ao meio ambiente. 

Um saite foi criado especialmente para informar a comunidade: http://vivaomorro.wordpress.com.

Ler mais

porRedação

Movimento Roessler participa de reunião do Comitesinos que discutiu racionamento de água

Foi realizada no dia 15/12 em São Leopoldo, uma bela reunião do Comitesinos, no entender do representante no colegiado do Movimento Roessler para Defesa Ambiental, Eng. Agrônomo Arno Kayser, também presidente da entidade que integra a APEDEMA.

O Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos é formado por inúmeras entidades governamentais, empresariais, da sociedade civil organizada da região. Veja a composição.

Para o Arno, a questão do uso de água da bacia hidrográfica, em tempos de seca, foi debatido civilizadamente. O ponto enfocado foi a revisão do acordo sobre a altura do crivo das bombas e a interrupção da captação de água do para o arroz. Ler mais

porRedação

Filomena fará novo performance em Ipanema

A artista plástica ZORÁVIA BETTIOL está convidando a  todos a participar da sua performance Filomena e a Ecologia , que se realizará dia 18 de dezembro, domingo, das 10h às 12h, no calçadão de Ipanema(entre as ruas Av. Jardim e Rua Pirajá), junto a escultura Liberdade,  que realizei para o projeto Artemosfera.  A atividade da artista é apoiada pela AGAPAN – Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural, integrante da APEDEMARS. Zorávia é conselheira da entidade.  Também a Rádio Ipanema Comunitária FM 87,9 apóia a atividade como muitas entidades integrantes da APEDEMA. Diz a artista que a presença das entidades ambientalistas é importante,  por ser uma oportunidade para cada uma das associações divulgarem suas propostas e  projetos de proteção e/ou denúncia ao ambiente, através de flyers, faixas e folhetos.  A personagem Filomena diverte os transeuntes  empregando  humor , a ironia e a irreverência, a respeito de  temas ambientais.

Mais informações em www.zoraviabettiol.com.br