Lançado o Congresso Mundial de Arquitetos 2020 que vai discutir no Rio de Janeiro a arquitetura na mitigação dos efeitos da mudança do clima

porRedação

Lançado o Congresso Mundial de Arquitetos 2020 que vai discutir no Rio de Janeiro a arquitetura na mitigação dos efeitos da mudança do clima

Captura de Tela 2019-10-14 às 10.52.46.png

Sérgio Magalhães apresenta o UIA2020RIO. Fotografia Divulgação IAB

Ao final do 21º Congresso Brasileiro de Arquitetos, no Auditório Dante Barone, da Assembleia Legislativa, no último sábado (12/10), o arquiteto Sérgio Magalhães fez o lançamento oficial do 27º Congresso Mundial de Arquitetos que será realizará no Rio de Janeiro em julho de 2020.

O lema geral é “Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21″.  O Congresso acontecerá entre 19 e 23 de julho de 2010. O evento acontece de três em três anos. O seguinte será em Copenhague, Dinamarca, em 2023.

Um dos grandes eixos temáticos do Congresso, que reunirá mais de 23 mil arquitetos de todo o mundo, será “Mudanças e Emergências’, e neste, “a Arquitetura na redução dos efeitos de mudança do clima“. O debate vai valorizar uma visão da arquitetura comprometida com a condição urbana humana, buscando contribuir para combater os efeitos das mudanças climáticas, prestar serviços de emergência às populações deslocadas e atualizar a visão da arquitetura sustentável, entre outros.

Serão enfatizadas as experiências que incorporam novos arranjos profissionais, como a formação de coletivos, equipes multidisciplinares e processos participativos.será sobre as intensas mudanças no mundo contemporâneo e suas reflexões nos campos da arquitetura e do urbanismo, com ênfase em suas dimensões sociais, ambientais e tecnológicas. Discutirá os desafios impostos pelas novas tecnologias, relacionados aos processos de projeto e construção, e suas implicações para o processo criativo e produtivo da profissão.

O RIO2020 UIA é o maior evento global de arquitetura e urbanismo, e seu objetivo é estimular o intercâmbio de idéias e experiências entre arquitetos, urbanistas, estudantes, pensadores urbanos, funcionários públicos e outros grupos interessados, incentivando novos debates e soluções.

A sede do Congresso será no Palácio Gustavo Capanema, “um projeto que poderia ficar entre as cinco principais obras modernistas em todo o mundo”, comentou o arquiteto Sérgio. O Palácio Capanema (também conhecido por seu uso original, Ministério da Educação e Cultura, MEC) é um edifício público localizado no centro da cidade do Rio de Janeiro. É considerado um marco no estabelecimento da Arquitetura Brasileira Moderna e foi projetado por uma equipe composta por Lucio Costa, Carlos Leão, Oscar Niemeyer, Affonso Eduardo Reidy, Ernani Vasconcellos e Jorge Machado Moreira, com a consultoria do arquiteto franco-suíço. Le Corbusier.

Instituições e locais culturais, como museus, galerias, praças e locais, receberão discussões e exposições ao longo de 2020. Foram feitos acordos com mais de 40 instituições para exposições, fóruns, exposições de negócios, palestras, workshops, seminários, competições, projetos e networking e eventos sociais.

Serão mais de 145 palestrantes vindos de todo o mundo. O arquiteto Paulo Mendes da Rocha será o presidente honorário.  Todo o evento acontecerá em diversas instalações no centro do Rio de Janeiro, com  exposições nacionais e internacionais – atividades de cinema & arquitetura, espetáculos musicais e outros eventos.

Sérgio Magalhães, gaúcho de Bagé e há muitos anos radicado no Rio de Janeiro, é o presidente do Comitê Organizador do UIA2020RIO. Durante a apresentação do super-evento, disse que “a intenção ao realizar o Congresso Mundial pela primeira vez no Brasil é disseminar a importância do trabalho do arquiteto para a sociedade – “pretende ser um estímulo à ampliação do diálogo do arquiteto com a sociedade brasileira“. São 82 eventos mobilizadores preparatórios em realização no Brasil, apenas em 2019, informou.  A organização pretende que o Congresso seja efetivamente um evento propositivo.

Destacou que Arquitetura foi o primeiro curso a ser implantado no Brasil, em 1816, há 203 anos. Foi o primeiro curso superior civil no Brasil.  Lembrou que a UNESCO fará realizar dois dias antes do Congresso, dias 17 e 18/julho, o Fórum Mundial das Cidades.

A partir do revéillon carioca a cidade do Rio de Janeiro vai incorporar a divulgação do Congresso em todos os grandes eventos: o Rio será  a ‘capital mundial da Arquitetura’. O evento vem sendo organizado desde 2014 e é uma promoção da UIA – International Union of Architects.  São realizadores no Brasil o IAB – Instituto dos Arquitetos do Brasil, departamento nacional, e o IAB/RJ. São parceiros institucionais: Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil, Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro, Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas, Rede Globo, Prefeitura do Rio, Governo do Estado do RJ, Governo Federal.

Inscrições estão abertas para participação e o envio de trabalhos científicos.

Mais informações:

 

 

Texto do jornalista João Batista Santafé Aguiar para AgirAzul.com, incluindo consultas ao material de divulgação.  Reprodução permitida, citando a autoria e a fonte. 

Sobre o Autor

Redação administrator

Jornalista, Porto Alegre, RS Brasil.