Não haverá entrega de embalagens nos dias 24 e 31 de outubro na Avenida José Bonifácio e no dia 28 no Menino Deus. Ações integram Semana Lixo Zero em Porto Alegre

Depois de sete meses de flexibilização quanto à distribuição de sacolinhas plásticas, por orientação de órgãos ligados ao poder público municipal, as Feiras Ecológicas da Redenção retomam no dia 24 a campanha Sábado Sem Sacola Plástica.

A decisão foi motivada pela proximidade da Semana Lixo Zero, que ocorre anualmente em outubro. Será repetida a parceria realizada em 2019 com a Lixo Zero Porto Alegre e o Instituto Lixo Zero Brasil. Também por conta da comprovação científica da maior segurança no uso de sacolas retornáveis em relação às embalagens plásticas. Além disso, pesquisas internas apontaram que mais 90% dos frequentadores querem a volta da iniciativa.

A Feira dos Agricultores Ecologistas (FAE) e a Feira Ecológica do Bom Fim (FEBF) entram assim na terceira fase da ação. Desde maio do ano passado, ambas vêm realizando o projeto em parceria. Primeiro, as 138 bancas deixaram de distribuir as embalagens no último sábado de cada mês. E, de janeiro a março deste ano, a ação foi estendida para todos os finais de semana de feiras.

Antes da campanha, as 138 bancas das feiras distribuiam mais de 2 milhões de sacolas plásticas por ano. Um impacto ambiental gigantesco nesse que é o maior espaço de vendas de orgânicos a céu aberto da América Latina.

Quem for pego de surpresa poderá comprar sacolas retornáveis nas feiras, que terão bancas específicas de comercialização de bolsas retornáveis produzidas por grupos de mulheres da economia solidária e de artesãs que fazem reaproveitamento de tecidos e outros materiais.

NOVIDADE – FEIRA ECOLÓGICA DO MENINO DEUS

A novidade deste ano é a adesão Feira Ecológica do Menino Deus (FEMD) à Semana Lixo Zero. A edição de quarta-feira (28) será temática ao Dia D Sem Sacola Plástica, promovido pela Lixo Zero Porto Alegre e que ocorre pela primeira vez na Capital, momento no qual a comunidade será convidada a recusar as sacolinhas no comércio em geral. A FEMD também aproveitará a data para marcar o início do processo de retirada definitiva das sacolinhas da feira. A Feira Ecológica do Menino Deus tem edições nas quartas e sábados e fica no pátio da Sec. de Agricultura RS (Av. Getúlio Vargas, 1384).

LINHA DO TEMPO

:: Entre agosto de 2018 e abril de 2019, a Feira dos Agricultores Ecologistas (FAE) realizou uma campanha de conscientização, fazendo sorteios mensais de cestas orgânicas aos consumidores que já levavam sua sacola retornável.

:: A campanha Sábado sem Sacola Plástica, que iniciou em 25 de maio de 2019, desta vez em parceria entre FAE e FEBF – primeira e segunda quadras – foi motivada pelo fato de que as 138 bancas que integram as Feiras Ecológicas da Redenção estavam entregando, em média, 265 sacolas por box a cada sábado, representando 36,5 mil sacolas por feira, somando cerca de 2 milhões de sacolas ao ano.

:: As duas unidades de feira fecharam 2019 tendo deixado de distribuir 328 mil sacolas, contabilizando o mês de outubro, que teve duas edições por conta da Semana Lixo Zero.

:: De janeiro a março deste ano, foram 13 sábados de ação. Foram 474,5 mil sacolas plásticas que os feirantes deixaram de distribuir. Por orientação do Centro Agrícola Demonstrativo (CAD) – Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE) – da prefeitura de Porto Alegre, as sacolas plásticas voltaram a ser distribuídas na primeira semana de abril.

:: Entre os cerca de 11 mil frequentadores por final de semana, 80% do público já leva suas sacolas de casa.

:: Em outubro de 2020, a Feira Ecológica do Menino Deus inicia sua caminhada de retirada das sacolas plásticas.

A SABER

:: Pesquisa deste ano publicada pelo “New England Journal of Medicine” aponta que o novo coronavírus pode resistir por até três dias em superfícies como plástico.

:: Ao levar uma sacola reutilizável de casa, a manipulação por outras pessoas diminui drasticamente ou pode ser totalmente evitada. Após seu uso, devem ser higienizadas. (Fonte: Segmento de embalagens médicas da DuPont)

IMPACTO DA SACOLA PLÁSTICA NA NATUREZA

:: As sacolas plásticas, resultantes de resinas derivadas do petróleo, combustível fóssil não renovável, ficam centenas de anos na natureza.

:: 1,5 bilhão delas são consumidas no mundo por dia.

:: 1,5 milhão de sacolinhas são distribuídas por hora no Brasil.

:: As sacolas plásticas invadiram o mercado na década de 70. Como o material pode levar até 400 anos para se decompor, todas as embalagens produzidas até hoje ainda estão no meio ambiente, mesmo que decompostas em microplásticos.

:: Em 30 anos, pode haver mais plásticos que peixes nos oceanos se nenhuma atitude for tomada.