Cinco Feiras Ecológicas de Porto Alegre vão realizar ações para melhor gestão dos resíduos residenciais

Com o objetivo de otimizar a gestão de resíduos sólidos domiciliares, cinco feiras ecológicas de Porto Alegre vão realizar diversas ações a serem lançadas durante a Semana da Compostagem que acontece de 1º a 7 de maio/2022. As iniciativas durarão um ano, pelo menos, com ações presenciais acontecendo simultaneamente nas feiras participantes.

O principal objetivo é sensibilizar os frequentadores destes espaços para a adoção de práticas em suas residências que otimizem a gestão dos resíduos sólidos domiciliares de modo a gerar trabalho e renda às famílias de catadores. Pretende-se aumentar a quantidade de material reaproveitado e incentivar a prática de composteiras urbanas, minimizando o impacto dos resíduos orgânicos. 

A iniciativa surgiu a partir da necessidade de discutir a questão ambiental, já presente no DNA das feiras ecológicas da capital gaúcha; do fato do público que circula por elas já estar sensibilizado em temas socioambientais e aos baixos índices de aproveitamento dos resíduos gerados nas residências de quem mora nas cidades. Mesmo com 75% dos municípios brasileiros já possuindo algum tipo de coleta seletiva, 97% dos resíduos residenciais ainda são encaminhados para lixões e aterros sanitários. Este quadro acontece em boa parte por falta de informações sobre cuidados simples que as pessoas podem tomar na hora de fazer o encaminhamento daquilo que considera “lixo”. 

A organização é da: 

  • Associação dos Agricultores Ecologistas Solidários do Rio Grande do Sul (Associação Agroecológica) – associação de agricultores ecologistas responsável pela organização e gestão ou cogestão de diversas feiras ecológicas de Porto Alegre/RS. 
  • Instituto Lixo Zero Brasil – POA – movimento de voluntário para a promoção da educação ambiental em Porto Alegre. 

Participam deste projeto profissionais voluntários de diversas áreas, em especial do Fórum dos Catadores de POA, que reúne 21 cooperativas de catadores de materiais recicláveis da capital gaúcha. 

Feiras Ecológicas Participantes 

FAE – 1ª quadra da Av. José Bonifácio (próximo à Av. Osvaldo Aranha)
Bom Fim – 2ª quadra da Av. José Bonifácio
Menino Deus – no pátio da Secretaria de Estado da Agricultura – Av. Getúlio Vargas, 1387
Rômulo Telles – rua Rômulo Telles Pessoa ao lado da Praça André Forster
Auxiliadora – Travessa Lanceiros Negros, que fica na rua Mata Bacelar esquina com Cel. Bordini.

  • Feira dos Agricultores Ecologistas (FAE) – sábados, 7 às 13h — Av. José Bonifácio, quadra próxima à Av. Osvaldo Aranha 
  • Feira Ecológica do Bom Fim (FEBF) – sábados, 7 às 13h – Av. José Bonifácio, segunda quadra e seguintes. 
  • Feira Ecológica do Menino Deus (FEMD) – quartas (11h30 às 17h) e sábados (7 às 12h30min) — Av. Getúlio Vargas, 1387 (pátio da Secretaria da Agricultura)
  • Feira Ecológica do Bairro Auxiliadora – terças, 7 às 12h — Travessa Lanceiros Negros, que fica na rua Mata Bacelar esquina com Cel. Bordini.
  • Feira Ecológica da Rômulo Teles – sábados, 7 às 13h — rua Rômulo Telles Pessoa ao lado da Praça André Forster

Ações Iniciais 

Terça-feira – 3/5/2022

  • Entre 7h30 e 9h30min – Oficina de Vaso Compostor na Feira Ecológica do Bairro Auxiliadora

Quarta-feira – 04/05/2022 •

  • Entre 14h30 e 15h30min – Oficina de Compostagem e Correta Separação de Resíduos, na Feira Ecológica do Menino Deus

Quinta-feira – 05/05/2022 

Sábado – 07/05/2022 

  • • 7h30 às 12h – coleta de erva mate e borra de café, coleta de tampinhas para Projeto JÁ (combate à evasão escolar) e oficina de compostagem na Feira de Agricultores Ecologistas (FAE);
  • • 7h30 às 12h – coleta de resíduos recicláveis, roda de conversa sobre compostagem, intervenção artística e oficina de vaso compositores na Feira Ecológica do Bom Fim;
  • • 7h30 às 9h – roda de conversa sobre embalagens compostáveis e oficina de compostagem na Feira Ecológica do Menino Deus;
  • • 7h30 às 9h – roda de conversa sobre correta separação de resíduos e oficina de compostagem na Feira Ecológica Rômulo Telles.

Next Post

STF derruba decretos presidenciais e restabelece participação da sociedade civil em órgãos ambientais

qui abr 28 , 2022
Colegiado considerou que as alterações promovidas pelos decretos resultaram em retrocesso em matéria ambiental. Em julgamento encerrado nesta quinta-feira (28/4/2022), o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou o restabelecimento da composição do conselho deliberativo do Fundo Nacional do Meio Ambiente (FNMA), do Conselho Nacional da Amazônia Legal e do Comitê Orientador […]
Send this to a friend